Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Ataque contra real expõe vulnerabilidade

Por Fernando Canzian, na Folha:O ataque especulativo contra o real na semana passada e a disparada no preço do dólar, que chegou a subir 8,4% entre segunda e quinta-feiras, explicitaram mais uma vez a vulnerabilidade do Brasil -e sua forte dependência de capitais especulativos de curto prazo no equilíbrio das contas externas.Além de ter sido […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 5 jun 2024, 23h14 - Publicado em 21 set 2008, 07h19
Por Fernando Canzian, na Folha:
O ataque especulativo contra o real na semana passada e a disparada no preço do dólar, que chegou a subir 8,4% entre segunda e quinta-feiras, explicitaram mais uma vez a vulnerabilidade do Brasil -e sua forte dependência de capitais especulativos de curto prazo no equilíbrio das contas externas.
Além de ter sido provocada pela especulação de investidores, a disparada do dólar (que cedeu só após o anúncio de intervenção do Banco Central) se deu pela saída de investimentos estrangeiros de curto prazo.
Segundo analistas, ao lado do crescente déficit na conta de transações correntes (saldo em dólares do país com o resto do mundo), a dependência brasileira do capital especulativo é seu principal ponto fraco.
Os estoques de investimentos estrangeiros especulativos no Brasil equivalem hoje a cerca de três vezes o tamanho das reservas em dólares no BC, segundo os últimos dados consolidados, em dezembro de 2007.
O fato de o Brasil ter US$ 208 bilhões em reservas deixa o país mais seguro, mas, ainda assim, existem quase US$ 3 em capitais especulativos que podem sair a qualquer momento para cada US$ 1 em reservas.
No momento em que esses investidores decidem tirar grandes volumes de dinheiro do país, como na semana passada, há forte pressão sobre o real, que tende a perder valor.
“O que vimos foi uma corrida contra o real. O ataque deixou de ter relação direta com os fundamentos econômicos e ocorreu pela necessidade de investidores retirarem dinheiro do país para cobrir perdas lá fora”, afirma Júlio Sérgio Gomes de Almeida, consultor do Iedi (Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial) e professor da Unicamp.
Assinante lê mais aqui

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.