Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Proposta de delação de Renato Duque tem prova inédita contra Dilma

Ex-presidente disse que 'jamais manteve contato estreito ou próximo' com o ex-diretor da estatal

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 4 out 2019, 06h01 - Publicado em 4 out 2019, 06h01

Na semana passada, o Radar publicou o conteúdo do depoimento de Renato Duque, o ex-diretor de Serviços da Petrobras preso pela Lava-Jato por operar propinas para o PT na estatal.

No interrogatório na Justiça Federal do Paraná, Duque afirmou que a ex-presidente Dilma Rousseff pediu pessoalmente a ele que continuasse operando para o PT na Petrobras, quando ele anunciou a saída da companhia.

“Eu saí da Petrobras porque eu quis. A própria Dilma pediu para eu continuar na Petrobras… Ela queria que eu continuasse na Petrobras para arrecadar dinheiro para eleição de 2012”, disse Duque.

Depois dessa fala, Dilma reagiu às declarações com uma longa nota em que acusava Duque de faltar com a verdade. “O senhor Renato Duque mente. Jamais manteve contato estreito ou próximo com Dilma Rousseff nem nunca tratou com ela ou qualquer assessor próximo dela de assuntos referentes à arrecadação de recursos para campanhas eleitorais.

Continua após a publicidade

Dilma ainda desafiou o ex-diretor. “O senhor Renato Duque terá de apresentar provas do que fala, caso contrário deveria ter sua delação premiada invalidada”, disse.

Duque, que já obteve benefícios como delator em acordos pontuais, tenta ainda hoje fechar uma delação definitiva que o tire da cadeia. Na proposta apresentada à força-tarefa da Lava-Jato, ele juntou a foto que ilustra esta nota. Inédita, a imagem mostra o operador do PT em clima amistoso com Dilma Rousseff no gabinete presidencial, quando, segundo a proposta de delação, uma comprometedora conversa ocorreu.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.