Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar

Por Gustavo Maia (interino) Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

PF deflagra operação contra integrantes da OAB em São Paulo

Dois envolvidos foram cautelarmente afastados de suas funções na Ordem dos Advogados do Brasil

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 16 ago 2021, 07h52

A Polícia Federal deflagrou nesta segunda uma operação para colher provas de suposto cometimento de crimes de corrupção, tráfico de influência, advocacia administrativa e associação criminosa, praticados por integrantes da OAB de São Paulo.

Batizada de Operação Ateliê, a ação é um desdobramento de outra operação deflagrada em 2020, após o recebimento pelas autoridades de uma denúncia de um advogado.

“Com o avanço das investigações, foi possível verificar a verossimilhança dos fatos alegados, sendo constatado que o grupo solicitou contrapartida financeira para atuar junto ao Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/SP e encerrar processos disciplinares em tramitação naquele Tribunal, bem como retirá-los de pauta”, diz a PF.

A PF afirma que já obteve “indícios da prática dos crimes investigados, a existência de outros casos aparentemente análogos ao caso denunciado, bem como indícios da participação de Conselheiro Federal da OAB (atualmente licenciado da função) no esquema criminoso”.

Continua após a publicidade

A ação desta segunda cumpre seis mandados de busca e apreensão em São Paulo (SP), Santana de Parnaíba(SP) e Jundiaí (SP). Dois envolvidos foram cautelarmente afastados de suas funções na Ordem dos Advogados do Brasil.

“Os investigados poderão responder pelos crimes de corrupção passiva (art. 317 CP), corrupção ativa (art. 333 CP), tráfico de influência (art. 332 CP), advocacia administrativa (art. 321 do CP) e associação criminosa (art. 288 CP), com penas que podem alcançar 12 (doze) anos de reclusão”, diz a PF.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.