Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Parlamentares descobrem que Exército gastou R$ 3,5 mi em próteses penianas

Depois do caso Viagra, deputado Elias Vaz e senador Jorge Kajuru vão denunciar compra de 60 próteses ao MPF e ao TCU

Por Lucas Vettorazzo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 12 abr 2022, 16h30

Depois do escândalo da compra de cerca de 35.000 comprimidos de Viagra para as Forças Armadas, parlamentares descobriram agora que o Ministério da Defesa já autorizou a aquisição de pelo menos 60 próteses penianas para unidades ligadas ao Exército ao custo de 3,5 milhões de reais– o que dá um preço médio de 58.333 reais por unidade.

O destino das próteses, objeto de leilões autorizados em 2020 e 2021 e homologados em 2021, são hospitais do Exército em São Paulo e Campo Grande. Os dados foram obtidos no Portal da Transparência e no Painel de Compras do governo federal pelo deputado Elias Vaz (PSB-GO) e pelo o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO).

Os parlamentares encontraram ao menos três pregões para a compra de próteses penianas infláveis de silicone, com comprimento entre 10 a 25 centímetros. O pregão 00036/2020, por exemplo, previu a compra de 10 próteses, ao custo de 50.149 reais cada. Já o segundo, registrado no protocolo 0010/2021, previu a compra de 20 unidades, ao preço de 57.647 reais cada. No terceiro pregão (00051/2021), foram 30 próteses ao preço de 60.716 reais cada.

Os parlamentares prometem levar o caso ao TCU e o MPF. “Por que o governo de Jair Bolsonaro está gastando dinheiro público para pagar essas próteses?”, questiona Vaz.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.