Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

‘Não queremos heróis fabricados’, diz presidente do MDB ao lançar Simone

Baleia Rossi declarou que o o país não aguenta mais a "política do ódio" e "salvadores da pátria"

Por Gustavo Maia 8 dez 2021, 12h27

Presidente nacional do MDB, o deputado federal Baleia Rossi dedicou parte do seu discurso durante o evento de lançamento da pré-candidatura da senadora Simone Tebet à Presidência da República, agora há pouco, a criticar a polarização, a política do ódio, os “salvadores da pátria” e os “heróis fabricados”, sem citar ninguém nominalmente.

“O país não aguenta mais essa polarização, essa política do ódio, essa política de colocar uns contra os outros. Nós não queremos mais salvadores da pátria. Nós não queremos heróis fabricados”, declarou o dirigente do partido, no início da tarde desta quarta-feira.

Principal articulador da pré-candidatura de Simone, Rossi afirmou que o Brasil quer uma pessoa “que tenha experiência, que saiba como as leis são criadas, como é o debate político no Parlamento, como se faz, de maneira correta, no Executivo”, destacando a trajetória política da senadora, que foi prefeita de Três Lagoas (MS) e vice-governadora do Mato Grosso do Sul.

“Nós precisamos de equilíbrio. Porque hoje essa briga ideológica, que mais parece uma briga de torcida organizada de futebol, deixou problemas sérios para a nossa população. A vida hoje do brasileiro está pior do que antes. Temos desemprego, temos inflação, temos miséria, temos fome. Por isso, nós estamos apresentando uma pessoa que simboliza a seriedade, a modernidade, uma pessoa que tem compromisso com o equilíbrio fiscal, com as contas públicas, mas tem sensibilidade social para cuidar das pessoas”, concluiu o deputado.

Continua após a publicidade

Publicidade