Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Não fomos nós

O presidente da Associação de Delegados da Polícia Federal, Marcos Leôncio, procurou parlamentares encrencados na Lava-Jato para dizer que os pedidos de abertura de inquéritos contra eles foram obra exclusiva da Procuradoria-Geral da República. Disse ainda que, se dependesse dos delegados que atuam em Curitiba, muitos ali não seriam partes em inquéritos. (Atualização às 22h51: […]

Por Da Redação Atualizado em 31 jul 2020, 01h38 - Publicado em 13 abr 2015, 19h54
Leôncio: missão de paz

Leôncio: missão de paz

O presidente da Associação de Delegados da Polícia Federal, Marcos Leôncio, procurou parlamentares encrencados na Lava-Jato para dizer que os pedidos de abertura de inquéritos contra eles foram obra exclusiva da Procuradoria-Geral da República.

Disse ainda que, se dependesse dos delegados que atuam em Curitiba, muitos ali não seriam partes em inquéritos.

(Atualização às 22h51: A assessoria de imprensa da ADPF enviou nota negando que Marcos Leôncio tenha se reunido com parlamentares com este objetivo. Segundo nota, Leôncio se reuniu com eles para discutir temas ligados à agenda legislativa da categoria e da Polícia Federal. O Radar mantém a informação publicada.) 

Continua após a publicidade

Publicidade