Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar

Por Gustavo Maia (interino) Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Ministério da Saúde lança painel para monitorar poluição atmosférica

A ferramenta, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, objetivo de apoiar a formulação de políticas públicas e ações de saúde ambiental

Por Gustavo Maia Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 27 jun 2024, 07h30

O Ministério da Saúde vai lançar nesta quinta-feira um painel de monitoramento de poluição atmosférica e sua relação com a saúde humana, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente e da Mudança do Clima. A ferramenta vai identificar áreas com maior exposição ao material particulado fino, o MP2,5, com o objetivo de apoiar a formulação de políticas públicas e ações de saúde ambiental, além fortalecer a vigilância em saúde no Brasil.

O Painel Vigiar vai fornecer estimativas dos impactos na saúde humana atribuíveis à exposição ao MP2,5 para municípios com população adulta acima de 10.000 habitantes, apontando o número de mortes pelas causas selecionadas que poderiam ser evitadas se as concentrações de materiais particulados estivessem dentro dos limites recomendados pela OMS. A ferramenta também informará as concentrações anuais e mensais da partícula inalável e o percentual de populações expostas, que poderão ser consultados por localidade e grupos populacionais.

O MP2,5 se refere a partículas finas presentes no ar, de natureza sólida ou líquida, originadas de veículos, indústrias, incêndios florestais e atividades humanas, entre outras fontes. Devido ao seu tamanho microscópico, podem penetrar no trato respiratório inferior, alcançar os alvéolos pulmonares, entrar na corrente sanguínea e causar uma série de efeitos na saúde humana, tais como doenças respiratórias, cardíacas e até câncer. Entre os grupos mais sensíveis estão crianças, idosos, gestantes e populações com pré-condições de saúde.

A iniciativa será lançada durante o evento sobre a Política Nacional de Qualidade do Ar, marcado para começar às 14h, no auditório do Ministério do Meio Ambiente, em Brasília.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.