Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Conselho fiscal da Eletrobras preocupado com eventuais sanções

O contrato multimilionário da Eletrobras com o escritório de advocacia norte-americano Hogan Lovells, que apura eventuais práticas de corrupção dentro da empresa, tem o escopo restrito às investigações e não engloba todos os serviços prestados para a estatal. Além dos 195 milhões de reais aprovados em janeiro e que tem validade até outubro para essa […]

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 22h24 - Publicado em 27 jun 2016, 14h55
"Chorinho" em contrato milionário

“Chorinho” em contrato milionário

O contrato multimilionário da Eletrobras com o escritório de advocacia norte-americano Hogan Lovells, que apura eventuais práticas de corrupção dentro da empresa, tem o escopo restrito às investigações e não engloba todos os serviços prestados para a estatal.

Além dos 195 milhões de reais aprovados em janeiro e que tem validade até outubro para essa atividade, a firma levou mais um outro contrato de 100 mil reais, no fim de abril.

Vai preparar um parecer para o conselho fiscal, que está preocupado com as possíveis sanções a seus membros sob a lei anticorrupção dos Estados Unidos, onde a Eletrobras é listada.

Continua após a publicidade

Publicidade