Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Chefe da PRF no Distrito Federal se filia ao PT

Igor Ramos assinou carta de filiação num ato com lideranças petistas da capital federal; partido criticou aparelhamento político durante a gestão Bolsonaro

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 11h00 - Publicado em 27 mar 2024, 16h15

Não faz muito tempo, a PRF frequentava as páginas políticas do noticiário por seus dirigentes atrelados ao grupo político instalado no Palácio do Planalto.

Durante a gestão de Jair Bolsonaro, Silvinei Vasques escalou a hierarquia na instituição ao revelar-se um bolsonarista dedicado ao projeto do então presidente.

Tentando perpetuar aquele poder momentâneo de Jair Bolsonaro, meteu-se em irregularidades envolvendo a integridade do processo eleitoral e acabou preso. Hoje, está enrolado não só com acusações de aparelhamento político da PRF, mas também em suspeitas de corrupção.

Lula e o PT voltaram ao Planalto batendo na obra bolsonarista na PRF. O aparelhamento político levou Lula, no início do governo, a promover uma limpa nas superintendências da instituição. A coisa parecia superada, com a escolha de uma nova cúpula focada no resgate do papel técnico da PRF.

Nesta semana, no entanto, algo de velho voltou a surgir nos corredores da repartição. Superintendente da PRF no Distrito Federal, o policial rodoviário Igor Ramos assinou sua carta de filiação ao PT, num ato com lideranças petistas da capital federal.

Continua após a publicidade

O evento teve até convite oficial. “O Setorial de Segurança Pública do PT-DF tem a honra de convidar a todos para o ato de filiação de Igor Ramos”, diz o chamado para a cerimônia ocorrida nesta terça-feira, com a presença de deputados petistas.

Ramos, é bom dizer, não é Silvinei Vasques nem praticou atos que sejam parecidos com o do antigo chefe da PRF. Pode ser que ele, agora petista de carteirinha, não permita que o projeto partidário influencie nos rumos da repartição que comanda. A simples possibilidade de que isso seja cogitado, no entanto, já devolve a instituição para um lugar de onde ela parecia ter saído.

 

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.