Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Casa Civil autoriza nomeação de filha de Braga Netto para cargo na ANS

Formada em Relações Públicas, Isabela Braga Netto irá ocupar cargo técnico, de contato com hospitais, laboratórios e médicos; salário é de 13 mil

Por Evandro Éboli Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 18 jul 2020, 20h36 - Publicado em 18 jul 2020, 16h05

A indicação de Isabela Oassé de Moraes Ancora Braga Netto para um cargo de gerência numa diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) provoca reações de contrariedade e desconforto no órgão.

O processo de contratação da filha do ministro-chefe da Casa Civil, general Braga Netto, está em andamento  avançado na ANS, e a nomeação próxima de ser publicada no Diário Oficial.

A ANS confirmou ao Radar na noite desta sexta-feira que não apenas o processo está em curso como foi concluída ontem a  consulta prévia feita pela Casa Civil, que autorizou a nomeação.

Essa manifestação da Casa Civil foi encaminhada pela direção da ANS  à Diretoria de Desenvolvimento Setorial para ratificação da indicação de Isabela  pelo diretor Rodrigo Rodrigues de Aguiar, cujo mandato na ANS se encerra em setembro deste ano. A recondução de um diretor de agência é vedada por uma lei de 2009.

“Informamos que existe em andamento um processo para ocupação de cargo de livre nomeação e exoneração pela referida pessoa (Isabela Braga Netto), tendo sido concluída, nesta data (ontem, sexta-feira), a verificação da liberação da consulta de avaliação prévia feita pela Casa Civil da Presidência da República. A resposta foi encaminhada à Diretoria-Adjunta de Desenvolvimento Setorial, conforme solicitação do diretor-adjunto, para ratificação da indicação pelo diretor (Rodrigo Aguiar)”, informa a resposta enviada pela ANS ao Radar.

Continua após a publicidade

O incômodo e o constrangimento entre os servidores da ANS é que Isabela Braga Netto também não tem formação na área para o cargo indicado. Ela é formada em Relações Públicas, um ramo da Comunicação Social.

Na diretoria de Aguiar, Isabela irá ocupar a Gerência de Análise Setorial e Contratualização com Prestadores. Vai cuidar da relação da agência e dos planos de saúde com prestadores como hospitais, laboratórios e médicos.

O salário é de 13 mil reais.

O ministro Braga Netto foi procurado pelo Radar desde o início da tarde de ontem. Os contatos foram reforçados na noite de sexta e também neste sábado. Até este fechamento, às 16h deste sábado, não houve uma posição da Casa Civil.

Continua após a publicidade

A Braga Netto, via assessoria da Casa Civil, Radar pediu uma manifestação sobre a nomeação da filha; em que situação estava esse processo; e também uma posição de Isabela Braga Netto sobre sua indicação.

O diretor Rodrigo Aguiar informou que os processos de nomeação em sua diretoria são com base em requisitos técnicos, em qualificação adequada e experiência para o cargo. E que os valores institucionais da transparência e da ética são considerados.  Aguiar afirma que o setor a ser ocupado pela filha do ministro Braga Netto requer dos profissionais habilidades de relacionamento institucional e gerenciamento de programas e projetos.

Abaixo, a resposta da ANS confirmando a indicação da filha do ministro.

(///VEJA)
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.