Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Radar

Por Gustavo Maia (interino) Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Base cobra foco de Lula: ‘Não foi eleito para resolver guerra na Ucrânia’

Em fevereiro, os que aprovavam a forma de Lula se comportar como presidente eram 65%. Agora, são 53%, segundo a Quaest

Por Robson Bonin Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 19 abr 2023, 21h10 - Publicado em 19 abr 2023, 15h01

Lula ainda tem muito tempo para fazer seu governo deslanchar. O jogo começou há menos de quatro meses e é natural, num país com tantas necessidades, que falte paciência ao público na largada do governo.

A pesquisa Quaest divulgada nesta quarta, no entanto, oferece um alerta ao presidente. Apesar dos milhões gastos em publicidade para pintar um país colorido nos 100 dias, a coisa não vai bem. O instituto perguntou a mais de 2.000 entrevistados: “Você aprova a forma como Lula se comporta como presidente?”

Em fevereiro, os que aprovavam eram 65%. Agora, são 53%. Os que reprovam eram 29% e hoje são 40%. A queda de 12 pontos na aprovação oferece ao petista a oportunidade de corrigir algumas rotas. Aliados ouvidos pelo Radar mostram profundo desconforto com a agenda negativa criada pelo petista em torno da guerra da Ucrânia.

Além de colocar o governo na defensiva, falando sobre algo que está distante da realidade dos brasileiros — inclusive dos eleitores de Lula, que deploram os ataques russos –, a agenda, apesar de ser uma causa nobre, mostra a ausência de prioridade e de foco da gestão, na avaliação de aliados. Lula deveria estar focado em lançar luz nas agendas prioritárias do país.

“É uma questão básica: Lula não foi eleito para resolver guerra na Ucrânia, um conflito do outro lado do planeta, foi eleito para lidar com questões urgentes do país. Quer criar um clube da paz? Cria no Brasil. Controla os companheiros de MST que estão tocando o terror no agro, justamente o setor que mais contribui para a economia”, diz um aliado do petista.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.