Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Radar

Por Robson Bonin
Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Nicholas Shores e Ramiro Brites. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

‘As pessoas têm que respeitar o Poder Executivo’, diz Lula

O ex-presidente questionou se já perceberam que "Bolsonaro não governa esse país", e sim os presidentes da Câmara e do Senado

Por Gustavo Maia Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 8 out 2021, 13h24

Na entrevista coletiva que concede neste momento, em Brasília, o ex-presidente Lula fez uma avaliação do estado das coisas na Praça dos Três Poderes e cobrou respeito ao Executivo. O petista comentou ainda que Jair Bolsonaro não governa este país, o que segundo ele é feito pelos presidentes da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco.

Lula também fez críticas à atuação de integrantes do Judiciário, que para o ex-presidente não podem “ficar falando de política todo dia” e “dando sentença pela televisão”.

“A sentença tem que ser dada em função dos autos do processo. Nós temos países em que um ministro da Suprema Corte ninguém sabe qual é o voto dele, ele vota e acabou. Aqui no Brasil, as pessoas fazem o voto publicamente como se estivessem numa assembleia, e isso não é saudável. Eu acho que todas as pessoas sérias da Suprema Corte sabem disso”, comentou.

O petista também alfinetou membros do Legislativo por ficarem “judicializando a política”. “O cidadão manda um projeto pra Câmara, ele perde e corre pro Poder Judiciário. Ele é o primeiro a desrespeitar a política que ele tanto acredita”, disse Lula.

“Então, se cada instituição cuidar do seu papel, esse país volta à normalidade e tudo vai ser bom como foi em outros momentos nesse país. E as pessoas têm que respeitar o Poder Executivo”, acrescentou.

Continua após a publicidade

“Eu não sei se vocês estão acompanhando com atenção o que tá acontecendo no Congresso Nacional. Vocês já perceberam que o Bolsonaro não governa esse país? Vocês já perceberam que quem tá governando o país é, de um lado, o presidente da Câmara, e do outro lado o presidente do Senado? Que as emendas impositivas e as emendas do tal do Orçamento Secreto, do relator, é que estão fazendo com que os prefeitos não conversem mais com governadores, os prefeitos vão direto nos deputados e nos senadores?”, questionou o petista.

Ele continuou apontando a gravidade da situação do país onde o presidente “não tem nenhuma força sobre o Orçamento”.

“Ele [Bolsonaro] não o executa. Eu gostaria que vocês se dedicassem um pouco para avaliar o que tá acontecendo, porque eu nunca vi isso em todo o tempo de República nesse país. O Congresso é o Congresso, o Executivo é o Executivo, e o Judiciário é o Judiciário. Agora, me parece que tudo tem uma… tá tudo atropelado. É como se estivesse tudo num liquidificador disputando o mesmo espaço. E eu acho que é preciso acalmar, redefinir o papel de cada um. A Câmara e o Senado legislarem corretamente, o presidente da República executar e administrar corretamente e o Poder Judiciário julgar, cumprindo que está na Constituição, porque ele é o garantidor da Constituição. Se a gente voltar à essa normalidade, vocês vão perceber que uma boa parte dos graves problemas desse país terminam”, concluiu Lula.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.