Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Pé na estrada

Por André Sollitto Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Viagens de carro para quem ama o caminho tanto quanto o destino
Continua após publicidade

Por que o Jeep Renegade será descontinuado nos Estados Unidos e no Canadá

Apesar de popular em vários mercados globais, não era tão querido pelos consumidores norte-americanos, que têm valorizado SUVs maiores e picapes grandes

Por André Sollitto Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 9 Maio 2024, 18h47 - Publicado em 5 dez 2023, 17h19

Modelo mais acessível no portfólio da Jeep, o Renegade será descontinuado nos Estados Unidos e no Canadá a partir do ano que vem. A informação foi confirmada por porta-vozes da montadora ao site Automotive News. Dessa forma, o Compass, também vendido por lá, se tornará a versão de entrada da marca, conhecida pelos veículos com capacidade off-road.

O Renegade foi apresentado oficialmente em 2015 e foi criado a partir da plataforma do Fiat 500X – afinal, a Jeep é uma das marcas da gigante Stellantis. Por aqui, marcou também o retorno da Jeep ao Brasil com a construção da fábrica em Goiana (PE). Com seu design com personalidade, tornou-se um sucesso instantâneo e foi o SUV mais vendido de 2021 (e o terceiro em todas as categorias). No ano passado, a montadora comemorou 500 mil unidades do modelo fabricadas no polo automotivo de Pernambuco.

Mas no mercado norte-americano o Renegade vem perdendo força. Após registrar mais de 106 mil unidades comercializadas em 2016, começou a vender cada vez menos a partir de 2019. No ano passado, foram apenas 27.459 unidades vendidas. No terceiro trimestre deste ano, caiu ainda mais: foram só 6.412 Renegades vendidos no período.

As baixas vendas estão ligadas ao preconceito dos americanos com o modelo. Embora a versão Trailhawk seja conhecida pelo potencial de encarar terrenos complicados por conta da tração nas quatro rodas, o Renegade não é visto pelo consumidor local como um “Jeep verdadeiro”. Por lá, ele é visto como um Fiat, por conta da plataforma utilizada em seu desenvolvimento.

Continua após a publicidade

Há também uma clara preferência dos norte-americanos por SUVs maiores e por picapes grandes, uma tendência que vem ganhando força também por aqui. Agora, o portfólio da Jeep no país será dedicado quase exclusivamente a modelos grandalhões, como o Grand Cherokee, o Wagoneer e o Wrangler.

Outro modelo da montadora também deixou o mercado americano em 2023. Em fevereiro, a Jeep dos Estados Unidos descontinuou o Cherokee.

O Renegade continuará sendo vendido em outros mercados, como Ásia, Europa, México e América do Sul. Por aqui, embora tenha perdido posições entre os carros mais vendidos do mercado brasileiro, continua registrando bom desempenho. Em novembro, por exemplo, foi o 19º mais vendido, com 4.236 emplacamentos, de acordo com levantamento feito pela consultoria Jato Dynamics.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.