Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

O Som e a Fúria

Por Felipe Branco Cruz
Pop, rock, jazz, black music ou MPB: tudo o que for notícia no mundo da música está na mira deste blog, para o bem ou para o mal
Continua após publicidade

Planeta Terra vira ‘compositor’ de canções em ação ambiental

Grupo de artistas resolveu adicionar planeta aos créditos de músicas para reverter fundos para a causa ambiental

Por Amanda Capuano 2 mar 2023, 11h24

Um grupo de artistas liderado pelo britânico Brian Eno resolveu adotar uma estratégia no mínimo curiosa para salvar o planeta: nomear a Terra como co-autora de suas composições para reverter parte dos lucros com a música para a causa ambiental. “Adicionar a Terra como beneficiária em projetos não é apenas uma escolha, mas uma necessidade”, disse ao jornal The Guardian o produtor Fraser T. Smith, que aderiu à iniciativa.

Descrito como “uma construção poética” e “uma bela ideia” por Eno, o projeto levará nomes como o produtor Fraser T Smith e o cantor Jacob Collier, entre outros, adicionarão a Terra aos créditos de futuras composições. Com isso, uma porcentagem dos royalties das canções será revertida eternamente à EarthPercent, uma instituição fundada por Eno que arrecada dinheiro da indústria da música para financiar o ativismo ambiental.

Outros músicos que aderiram ao esquema incluem o ex-Vampire Weekend Rostam Batmanglij — que descreveu a estratégia como  “um uso inteligente da renda gerada pela propriedade intelectual” –, Anna Calvi , Mount Kimbie, Erland Cooper e Aurora. “Não há professor maior do que a Mãe Terra. Não existe lar maior, ou provedor. Não há lugar melhor do que a Terra. E é por isso que quero fazer todo este álbum com a Mãe Terra como co-autora, porque sem ela não haveria música.”, declarou Aurora.  

A medida curiosa faz parte da missão da EarthPercent de arrecadar receitas da música para causas ambientais. Com isso, a instituição espera embolsar US$ 100 milhões até 2030, revertendo o dinheiro para ações que reduzam o impacto ambiental da indústria musical no planeta, além de promover restauração ambiental, mudanças políticas e “Justiça climática”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.