Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

VEJA Meus Livros Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Blog
Um presente para quem ama os livros, e não sai da internet.
Continua após publicidade

Jabuti nega que jurado malandro soubesse notas dos demais

José Luiz Goldfarb, com Luiz Schwarcz, da Companhia das Letras, e Chico Buaque, no Jabuti 2010 A organização do Prêmio Jabuti divulgou, na tarde desta terça-feira, uma nota em resposta às questões levantadas pela editora Objetiva sobre a edição de 2012 do Jabuti. A carta é assinada pelo curador do prêmio, José Luiz Goldfarb. Em comunicado […]

Por Meire Kusumoto Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 31 jul 2020, 07h34 - Publicado em 23 out 2012, 16h39

José Luiz Goldfarb, com Luiz Schwarcz, da Companhia das Letras, e Chico Buaque, no Jabuti 2010

A organização do Prêmio Jabuti divulgou, na tarde desta terça-feira, uma nota em resposta às questões levantadas pela editora Objetiva sobre a edição de 2012 do Jabuti. A carta é assinada pelo curador do prêmio, José Luiz Goldfarb.

Em comunicado distribuído à imprensa nesta segunda, o diretor da Objetiva, Roberto Feith, questionava se o jurado malandro que deu notas 10 a Oscar Nakasato (que acabou vencendo a categoria romance com o livro Nihonjin) e notas entre zero e 1,5 para os seus concorrentes sabia dos votos dos outros integrantes do júri. Goldfarb respondeu que todas as notas são entregues em envelopes lacrados, abertos somente na apuração. “Levando-se em consideração que os nomes dos jurados não são revelados até a cerimônia de premiação, não há qualquer possibilidade de um jurado tomar conhecimento das notas dos demais.”

A editora também pediu esclarecimentos quanto ao número de rodadas em que esse jurado concedeu nota mínima para o romance Infâmia, escrito por Ana Maria Machado e editado pela Objetiva. O curador do Jabuti afirmou que o malandro membro do júri, conhecido até aqui apenas por “jurado C”, votou na obra apenas na segunda fase da apuração.

Continua após a publicidade

 

[livroiba id=”206″]

[livroiba id=”239″]

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.