Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho e Isabella Alonso Panho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Mourão define em qual canoa bolsonarista vai embarcar no RS

Bolsonarismo gaúcho está dividido entre o ex-ministro Onyx Lorenzoni (PL) e o senador Luiz Carlos Heinze (PP)

Por Diogo Magri 4 abr 2022, 18h35

O Republicanos, que lançará o vice-presidente, general Hamilton Mourão, ao Senado no Rio Grande do Sul, formará uma chapa bolsonarista no estado com o pré-candidato do PL ao governo, o ex-ministro Onyx Lorenzoni. A decisão foi anunciada pelo deputado federal Carlos Gomes, presidente do partido, e confirmada pelo senador Luis Carlos Heinze (PP), o outro pré-candidato que disputava o apoio do governo Bolsonaro.

“Ainda precisa passar pelas convenções, mas o nosso encaminhamento é fechar com a candidatura do Onyx. Acredito que ele será o candidato da frente de direita que irá polarizar com quem vier da esquerda no Rio Grande do Sul”, afirmou Gomes.

Na composição da chapa, Gomes adiantou que a ideia é indicar alguém do Republicanos para o cargo de vice de Lorenzoni. No entanto, nenhum nome foi sugerido ainda. Ele também garantiu que Mourão participou da escolha por Onyx.

Onyx Lorenzoni, Jair Bolsonaro e Hamilton Mourão -
O ex-ministro Onyx Lorenzoni (PL), o presidente Jair Bolsonaro (PL) e o vice Hamilton Mourão (Republicanos): unidos na eleição gaúcha (Alan Santos/PR)

As pesquisas recentes mostram Onyx liderando a corrida, na casa dos 20% de intenções de voto, contra apenas 4% de Heinze. Mesmo assim, o atual senador garante que não abrirá mão da candidatura. “Eu queria fechar com o Mourão, mas Marcos Pereira [presidente nacional do Republicanos] e Valdemar da Costa Neto [presidente do PL] negociaram a chapa com o Onyx. Não é um golpe duro porque eu tenho uma estrutura grande, e as pessoas votam em mim pelo trabalho, não pelo partido”, afirmou Heinze.

“Já falei com o Bolsonaro diretamente algumas vezes sobre a minha candidatura. Ele sabe que terá dois palanques no Rio Grande do Sul”, disse o senador.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.