Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho e Isabella Alonso Panho. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Bolsonaro inicia maratona de ajuda ao RS para fazer contraponto a Lula

Ex-presidente vai percorrer seis cidades de SP para arrecadar doações aos afetados por enchentes e tentar recuperar espaço político após período em hospital

Por Adriana Ferraz Atualizado em 27 Maio 2024, 12h31 - Publicado em 27 Maio 2024, 11h58

O ex-presidente Jair Bolsonaro iniciou nesta segunda, 27, em Ribeirão Preto, uma maratona por cidades paulistas para arrecadar donativos às pessoas afetadas pelas enchentes do Rio Grande do Sul e, de quebra, cavar espaço político no estado que lhe deu 56,35% dos votos em 2022. A iniciativa é uma espécie de contraofensiva às ações anunciadas pelo governo Lula desde  o início da tragédia. O petista já esteve três vezes em solo gaúcho e divulgou medidas bilionárias de auxílio à população.

Em entrevista concedida ao deputado estadual Paulo Mansur (PL-SP), que é apresentador do SBT, o ex-presidente afirmou que o período de doze dias em que permaneceu internado em hospital de São Paulo para tratamento de um quadro de erisipela o impediu de iniciar antes da campanha, que passará inicialmente por seis municípios – Rio Claro, Campinas, Jundiaí, São Bernardo do Campo e Guarulhos, além de Ribeirão Preto.

“Com a participação da sociedade, amigos e parlamentares, a ideia é colaborar com os nossos irmãos do Rio Grande do Sul”, explicou. “É um trabalho que está no coração de todos os brasileiros. Minha presença é algo diferente. Ficarei das 10h às 19h nos locais de coleta não só para receber os donativos como para bater um papo com a população, apertar a mão, dar um abraço e, claro, ouvir as reclamações da população.”

Bolsonaro
Post feito por Jair Bolsonaro no X (antigo Twitter) pedindo doações aos atingidos pelas enchentes no RS (X/Reprodução)

Em Ribeirão Preto, o “plantão” acontece na Paróquia Santa Terezinha, que já tem fila de eleitores para entregar as doações a Bolsonaro, que, por enquanto, está cumprimentando um a um, com direito a selfie.

Continua após a publicidade

Filhos em ação

Enquanto o ex-presidente estava internado, dois de seus filhos — o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) e o vereador carioca Carlos Bolsonaro (PL-RJ) — publicaram vídeos diretamente de algumas das cidades gaúchas inundadas pelas cheias para destacar a solidariedade do brasileiro e criticar a atuação do governo federal.

Em seu canal no Telegram, que tem mais de 1,7 milhão de inscritos, Bolsonaro também justificou sua ausência no debate até aqui. “Enquanto estive no hospital, meu filho Carlos Bolsonaro esteve no Rio Grande do Sul, na região serrana de Bento Gonçalves, revelando as peculiaridades dos problemas locais, expondo situação catastrófica do Vale, algo pouco exposto na mídia convencional, que está focada na região de Porto Alegre, Lajeado e Canoas”, escreveu o ex-presidente. 

Ele ainda destacou que seu filho Eduardo Bolsonaro, deputado federal, remanejou parte de suas emendas parlamentares para áreas afetadas pela enchente, mas sem citar quanto e para onde foi o recurso. Já o parlamentar tem usado o caos enfrentado pela população gaúcha para responsabilizar o governo Lula.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.