Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

As CPIs que Lira pode abrir na Câmara em meio a crise com o governo

Presidente da Câmara sinalizou a líderes partidários que pretende tirar pedidos da oposição da gaveta

Por Victoria Bechara Atualizado em 9 Maio 2024, 12h14 - Publicado em 18 abr 2024, 11h50

Em reunião com líderes na terça-feira, 16, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), sinalizou que pretende tirar da gaveta alguns pedidos da oposição para abertura de Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI). O movimento ocorre em meio ao desgaste da relação com o governo Lula.

Oito requerimentos de CPI cumprem os requisitos e estão na fila para instalação. Pelo regimento interno, apenas cinco comissões podem funcionar ao mesmo tempo. A assessoria de Lira informou que houve uma conversa inicial e ainda não há nenhuma definição sobre quais serão abertas. Os líderes devem se reunir novamente na próxima semana para discutir o assunto.

A maioria dos pedidos é de autoria da oposição. Entre eles está o da CPI para investigar suposto abuso de autoridade e censura por parte dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e Tribunal Superior Eleitoral (TSE) — apresentado em 2023 pelo deputado Marcel Van Hatten (Novo-RS).

Também há requerimentos para investigar casos de abuso sexual de crianças e adolescentes, o suposto aumento do uso de crack e a possível relação entre o crime organizado e o crescimento de atos de violência no país. 

Continua após a publicidade

A lista inclui CPIs para apurar a violação de preceitos legais por concessionárias de energia elétrica e a renovação do contrato de fornecimento de energia da Venezuela pelas empresas Karpowership e Âmbar Energia. Há ainda pedidos para investigar empresas que vendem serviços de viagens promocionais, como a 123milhas. 

O avanço de algumas dessas comissões na Casa poderia gerar desgaste para o governo e colocar em evidência algumas pautas da oposição — algo que pode ser negativo para o PT e aliados, principalmente em ano eleitoral.

Crise com o governo

O movimento de Lira para o avanço das CPIs acontece após desentendimentos com o governo. Na semana passada, ele fez críticas ao ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, responsável pela articulação com o Congresso, a quem chamou de “incompetente”.

Continua após a publicidade

O presidente da Câmara também não ficou contente com a demissão de seu primo, Wilson Cesar de Lira Santos, do cargo de superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) de Alagoas.

 

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.