Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Após onda de calor, país vive ameaça de tempestades e inundações

Maior risco de chuvas e alagamentos ocorre no Rio Grande do Sul e Santa Catarina; temporais com ventos devem atingir Rio de Janeiro e Espírito Santo

Por Bruno Caniato
Atualizado em 21 nov 2023, 14h32 - Publicado em 21 nov 2023, 14h31

Dias após o Brasil registrar a maior temperatura da história, em meio a uma onda de calor que fez termômetros baterem mais de 40ºC em diversas regiões do país, o novo episódio da crise climática envolve a possibilidade de tempestades, fortes ventos e chuvas intensas com foco no Sul e Sudeste. Em algumas áreas, existe ainda o risco de inundações devido à alta precipitação em zonas próximas a rios.

Nesta terça-feira, 21, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) publicou um alerta de perigo para tempestades na região Sul do país. Todo o território do Rio Grande do Sul e partes de Santa Catarina devem sofrer com temporais entre terça e quarta, com ventos atingindo entre 60 e 100 quilômetros por hora e risco de alagamentos, queda de árvores e falta de energia elétrica.

Também nesta terça, a Marinha do Brasil emitiu um aviso de fortes ventos nos litorais gaúcho e catarinense a partir de quarta-feira. Segundo o comunicado, a faixa mais afetada fica entre os municípios de Chuí (RS) e São Francisco do Sul (SC). Ainda de acordo com a Marinha, uma tempestade com ventos de até 60 quilômetros por hora deve atingir também as zonas litorâneas do Rio de Janeiro e Espírito Santo, com foco na linha entre Arraial do Cabo (RJ) e Vitória (ES).

O Rio Grande do Sul enfrenta ainda o risco de alagamentos em razão da quantidade de chuvas em regiões banhadas por rios. O maior perigo concentra-se nas bacias hidrográficas dos rios Uruguai, Taquari, Caí e Sinos, que podem transbordar e atingir municípios do Noroeste, Sudoeste e Centro do estado, além da zona metropolitana de Porto Alegre, segundo informativo do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden).

O Inmet alerta ainda para o risco potencial de chuvas intensas em uma imensa faixa que engloba quase todo o Norte e Centro-Oeste do Brasil, e inclui partes do Sul, Sudeste e Nordeste. Ao todo, mais de 1.800 municípios em quinze estados podem registrar ventos de até 60 quilômetros por hora entre hoje e amanhã.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.