Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Apenas com a Latam, base aérea de Canoas começa a operar voos comerciais

Previsão é que Gol e Azul comecem a realizar viagens no sábado; aeroporto provisório deve receber até 35 aviões e 6.000 passageiros por semana

Por Bruno Caniato 27 Maio 2024, 12h07

A Base Aérea de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, começou a operar voos comerciais na manhã desta segunda-feira, 27. O aeródromo funcionará como um terminal de passageiros provisório até que Aeroporto Internacional Salgado Filho, na capital do Rio Grande do Sul, esteja recuperado dos danos causados pelas chuvas — não há previsão para a retomada.

As operações de embarque e desembarque de passageiros ocorrem no ParkShopping Canoas, centro comercial localizado a cerca de 4 quilômetros de distância da base militar. Na última terça-feira, 21, as companhias aéreas foram autorizadas pela Fraport Brasil, concessionária responsável pela administração do aeroporto na capital gaúcha, a vender passagens para voos de cidadãos comuns.

De acordo com a Secretaria de Turismo do estado, até o momento, somente a Latam está oferecendo voos em Canoas e a previsão é que as empresas Gol e Azul comecem a realizar viagens no local no próximo sábado, 1º. A expectativa é que o aeroporto provisório receba até 35 aeronaves por semana, atendendo a cerca de 6.000 passageiros por semana.

Aeroporto internacional inundado

Há mais de três semanas, o Salgado Filho, maior aeroporto do Rio Grande do Sul e um dos quatro internacionais do estado, está inoperante em razão das inundações provocadas pelas chuvas. Na terça-feira, 21, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) suspendeu por tempo indeterminado todos os pousos e decolagens nos terminais da capital gaúcha, que estão fechados desde o dia 3 de maio e não têm data prevista para reabertura.

Continua após a publicidade

Na semana passada, o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho (Republicanos), declarou que qualquer cronograma para a reforma do Salgado Filho divulgado no momento seria prematuro. “Só vamos poder ter uma leitura mais clara do aeroporto quando a gente tiver a água baixando definitivamente e pudermos fazer um diagnóstico de todos os danos que foram causados”, afirmou em entrevista à estatal de comunicação EBC.

Diante dos elevados riscos causados pelos temporais, os governos federal e estadual mantêm funcionando uma malha aérea emergencial no Rio Grande do Sul. A partir desta segunda-feira, a estimativa é que 134 voos semanais sejam realizados em todo o estado, segundo o ministro.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.