Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Dúvidas Universais

Por Duda Teixeira
Os fatos internacionais que desafiam a lógica e o bom-senso explicados de maneira clara e atraente. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

Por que a família real saudita é tão numerosa?

O homem que fundou a Arábia Saudita em 1932 e  transformou um deserto disputado por tribos em um reino onde apenas os membros de sua família poderiam ser reis, chamava-se Abdul Aziz ibn Saud. Desde que o país foi criado até hoje, todos os monarcas foram de fato seus filhos: Saud, Faisal, Khalid, Fahd, Abdullah e o atual rei, Salman. Nos eventos oficiais, os filhos […]

Por Duda Teixeira Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 30 jul 2020, 22h00 - Publicado em 28 ago 2016, 08h11
Em encontro anual da família real  na capital da Arábia Saudita, Riyad, em 2003, um jovem príncipe cumprimenta e jura obediência ao rei Abdullah bin Abdulaziz Al Saud, que foi rei do país até 2012 (Crédito:  Reza/Getty Images)

Em encontro anual da família real na capital da Arábia Saudita, Riyad, em 2003, um jovem príncipe cumprimenta e jura obediência ao rei Abdullah bin Abdulaziz Al Saud, que foi rei do país até 2012 (Crédito: Reza/Getty Images)

O homem que fundou a Arábia Saudita em 1932 e  transformou um deserto disputado por tribos em um reino onde apenas os membros de sua família poderiam ser reis, chamava-se Abdul Aziz ibn Saud.

Desde que o país foi criado até hoje, todos os monarcas foram de fato seus filhos: Saud, Faisal, Khalid, Fahd, Abdullah e o atual rei, Salman. Nos eventos oficiais, os filhos sempre entravam na mesma ordem, do mais velho para o mais novo.

No cômputo total, quando se soma toda a parentada de Abdul Aziz ibn Saud, dá cerca de 15000 pessoas. Mesmo com uma taxa de fertilidade de 7 filhos por mulher nas décadas passadas (hoje é menor que 4 por mulher), o valor impressiona.

Continua após a publicidade

A progressão geométrica com que a família cresceu se explica pelas normas religiosas e pela vida do fundador do país.

Na surata 4:3 do Corão, lê-se:

“Esposai as que vos aprazam das mulheres: sejam duas, três ou quatro. E se temeis não ser justos, esposai uma só, ou contentai-vos com as escravas que possuís”

Continua após a publicidade

A regra não é um limite que deve ser respeitado ao longo de toda a vida, e sim ao mesmo tempo. Assim, se um homem se separa da sua quarta mulher, pode casar-se novamente.

 

OUTRAS DÚVIDAS UNIVERSAIS

O que Madre Teresa de Calcutá não tinha de santa?

O Paraguai produz uísque falsificado? 

Por que os terroristas do Estado Islâmico executam gays mas mantêm gays em suas fileiras? 

Continua após a publicidade

Quer ser avisado sobre os próximos posts? Siga o blog no Twitter @DudaTeixeira e no Facebook Duda Teixeira – Dúvidas Universais.

 

 

Abdul Aziz ibn Saud teve 45 filhos com 22 esposas. O número de filhas não é contado é estimado em mais de cinquenta. Seu filho Saud, um desses 45, superou o pai em relação à prole: 53 filhos e 54 filhas.

A outra razão para explicar o crescimento é circunstancial. Ao conquistar várias tribos ao longo de trinta anos de batalhas sangrentas para instaurar o seu reino, Abdul Aziz também estabelecer uma relação duradoura com cada um dos grupos dominados. Isso ele obteve executando dezenas de milhares de pessoas e também por meio do casamento. No seu livro The Saudi Royal Family (Chelsea House), Jennifer Bond Reed explica esse mecanismo:

“Abdul Aziz teve quase 300 mulheres durante sua vida. Muitas dessas mulheres ele casou por apenas um dia. Ele provavelmente nunca viu suas faces, uma vez que a mulher deve usar o véu mesmo durante sua noite de casamento. Apesar desse breve contato, diz-se que cada mulher com que casou com Abdul Aziz ficou perdidamente apaixonada por ele e o amou pelo resto da sua vida. Isso é parte da lenda de Abdul Aziz e como ele conquistou a Arabia”.

Continua após a publicidade

A família imperial japonesa está no extremo oposto. Embora no passado o imperador podia ter várias concubinas, há algumas gerações ele só tem uma esposa. Como a lei nacional só permite que o cargo seja transmitido para os filhos, as princesas sofrem com uma pressão para ter descendentes homens. Hoje, há apenas três homens na linha sucessória do trono: os dois filhos de Akihito (Naruhito e Fumihito) e um neto, Hisaito, que nasceu 2006.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.