Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Kátia Abreu, senadora (partes 2 e 3):

“Desde menina, sempre fui muito determinada” Na segunda parte da entrevista concedida à coluna, a senadora Kátia Abreu (PSD) conta como foram seus primeiros passos como fazendeira. “No Brasil, as mulheres lidam com a terra pela dor e não pelo amor. Ou ficaram viúvas, como é meu caso, ou perderam um pai, mas é sempre […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 31 jul 2020, 10h56 - Publicado em 29 ago 2011, 16h23

http://videos.abril.com.br/veja/id/2c9f94b531d45dad0131d49e9cc8004c?

“Desde menina, sempre fui muito determinada”

Na segunda parte da entrevista concedida à coluna, a senadora Kátia Abreu (PSD) conta como foram seus primeiros passos como fazendeira. “No Brasil, as mulheres lidam com a terra pela dor e não pelo amor. Ou ficaram viúvas, como é meu caso, ou perderam um pai, mas é sempre de uma forma trágica”, diz a senadora. Formada em psicologia, a parlamentar do Tocantins ficou viúva aos 25 anos do fazendeiro Inajar Silvestre, morto em um acidente de avião, e assumiu a administração da propriedade sem nada saber de agricultura e pecuária. “No início, não sabia a diferença entre um boi e uma vaca”, confessa.

http://videos.abril.com.br/veja/id/2c9f94b431b3dda70131d4a31c701ee0?

“As minhas posições são muito bem definidas. Não estou vivendo nenhuma crise de princípios”

Na terceira parta da entrevista, a senadora Kátia Abreu explica porque decidiu deixar o DEM para filiar-se ao recém-nascido PSD, fundado pelo prefeito Gilberto Kassab. “O DEM foi muito importante na minha vida, mas, infelizmente, enveredou por um caminho destrutivo, uma guerra interna, e perdeu a sua essência”, afirma a representante do Tocantins. Ela acredita que “o teste das urnas” livrará da crise de identidade o partido que, segundo Kassab, “não é de direita, nem de esquerda nem de centro”. A senadora garante que já escolheu o seu caminho: “Eu sou oposição”.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)