Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Augusto Nunes Por Coluna Com palavras e imagens, esta página tenta apressar a chegada do futuro que o Brasil espera deitado em berço esplêndido. E lembrar aos sem-memória o que não pode ser esquecido. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Chefe sem chefiados

“Eu tenho uma coisa que, quando falo, eu quase choro, eu vou fazer esforço pra não chorá. Eu em 1989, fui para Manaus e tive para desistir de ser candidato. Quando vi, em Balbina no Amazonas, 100 pessoas com bandeiras do PT, percebi que não tinha o direito de desistir”. Lula, nesta quarta-feira, em conversa […]

Por Augusto Nunes Atualizado em 30 jul 2020, 23h41 - Publicado em 21 jan 2016, 07h22

“Eu tenho uma coisa que, quando falo, eu quase choro, eu vou fazer esforço pra não chorá. Eu em 1989, fui para Manaus e tive para desistir de ser candidato. Quando vi, em Balbina no Amazonas, 100 pessoas com bandeiras do PT, percebi que não tinha o direito de desistir”.

Lula, nesta quarta-feira, em conversa com blogueiros amestrados, revelando que só desistirá de candidatar-se a alguma coisa quando as manifestações promovidas pela seita em extinção do PT não conseguirem juntar sequer 100 interessados no kit mortadela-tubaína-50 reais.

Publicidade