Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Via Láctea pode conter vários planetas com oceanos e continentes

Nova pesquisa revela possibilidade de que muitos locais da galáxia apresentem uma superfície similar à terrestre

Por Sabrina Brito 23 fev 2021, 15h37

Um novo estudo, coordenado por cientistas da Universidade de Copenhague, indicou que moléculas de água estavam presentes nos primeiros momentos de formação de planetas como Vênus, Marte e a própria Terra. A partir dessa constatação, os pesquisadores teorizam que a água pode fazer parte da formação de todos os planetas da Via Láctea.

Isso não quer dizer que todos os planetas da nossa galáxia de fato possuam água líquida. Essa possibilidade é determinada pela distância entre o planeta e o Sol, cujo calor é capaz de derreter o gelo e transformá-lo em água.

De acordo com os pesquisadores, ao longo de milhões de anos, a Terra foi crescendo até o tamanho atual graças à incorporação de rochas que continham gelo e carbono. Ao mesmo tempo, a temperatura superficial do planeta cresceu muito, fazendo com que o gelo evaporasse e se tornasse água.

Uma vez que moléculas de água foram encontradas em diversos pontos distintos da galáxia, os cientistas afirmam ser possível conceber a ideia de que outros planetas tenham sido formados de modo parecido com o da Terra, Marte e Vênus. Assim, a presença de água líquida nesses locais passaria a depender apenas de sua distância do Sol.

Consequentemente, se imaginarmos que todos os planetas da Via Láctea tenham aproximadamente a mesma quantidade de água, seria coerente concluir que eles também podem apresentar oceanos e continentes parecidos com os nossos. Se a quantidade de água em cada local for diferente, contudo, cada planeta será único — ou seja, alguns poderão apresentar superfícies secas, enquanto outros poderão ser recobertos de água ou perfeitamente adaptados para abrigar vida.

Somente mais estudos poderão determinar qual a teoria verdadeira.

Continua após a publicidade
Publicidade