Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Reconstrução de base na Antártida ocorrerá até 2018

Segundo ministro Celso Amorim, governo vai liberar ainda este ano R$ 40 mi

A reconstrução da base da Marinha na Antártida deverá ocorrer até 2018, segundo informou nesta terça-feira o ministro da defesa Celso Amorim, em audiência no Senado, em Brasília. Para isso, o governo disponibilizará ainda neste ano um recurso extra inicial de 40 milhões de reais.

Técnicos do governo avaliam modelos de base recentemente desenvolvidos pela Espanha e pela Coreia do Sul. “Estima-se que essas bases custem cerca de 100 milhões de reais”, disse o ministro.

Amorim afirmou que pesquisadores e militares poderão voltar aos seus trabalhos na Antártida utilizando módulos provisórios, que serão instalados na área da antiga base Comandante Ferraz, posto militar brasileiro de pesquisas na Antártida, atingida por um incêndio no último dia 25. A reconstrução definitiva, no entanto, levará mais tempo para se iniciar. “Se tudo ocorrer muito bem, poderá começar no verão de 2014”, disse o ministro. “A experiência indica que este projeto de construção levará de três ou quatro anos, caso os recursos venham de maneira contínua.”

Incêndio na Estação Antártica

Acidente destruiu boa parte da pesquisa científica brasileira na região

  1. 25/02/2012 – Pela manhã, o Centro de Comunicação da Marinha informa um incêndio ocorrido na Estação Comandante Ferraz, na Antártida. Segundo as primeiras informações, um militar ficou ferido e dois estavam desaparecidos. As outras 44 pessoas presentes na estação foram transferidas para a base chilena Eduardo Frei.
  2. 25/02/2012 Durante a tarde, o Ministério da Defesa confirma que os dois militares desaparecidos, o suboficial Carlos Alberto Vieira Figueiredo e o primeiro-sargento Roberto Lopes dos Santos, estão mortos e que praticamente toda a estação foi destruída pelas chamas.
  3. 25/02/2012 Em nota à imprensa divulgada à noite, Dilma Rousseff se diz consternada com incêndio e manifesta ‘sua solidariedade e do seu governo’ com as famílias dos dois militares que morreram
  4. 27/02/2012 Avião da Força Aérea Brasileira (FAB) leva, do Chile ao Rio de Janeiro, os 45 brasileiros que estavam na estação, incluindo o primeiro-sargento Luciano Gomes Medeiros, que se feriu durante o incêndio.
  5. 27/02/2012 – Apurações preliminares indicam que uma falha no sistema elétrico gerou o incêndio na base, segundo informações do embaixador do Brasil no Chile, Frederico Cezar de Araujo.
  6. 28/02/2012 Os corpos dos dois oficiais mortos no incêndio chegam ao Rio de Janeiro. Em cerimônia, eles foram promovidos ao posto de segundo-tenente, admitidos na Ordem do Mérito da Defesa, no grau Comendador, honraria concedida pela presidente Dilma Rousseff, e agraciados com a Medalha Naval de Serviços Distintos, dada pelo comandante da Marinha.
  7. 29/02/2012 Estima-se que pelo menos R$ 40 milhões serão necessários para medidas emergenciais na Estação Antártica, de acordo com deputados e senadores em reunião da Frente Parlamentar Proantar (Programa Antártico Brasileiro).

(Com Agência Estado)