Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mortos pelo homem

Segundo estudo, a caça é a principal responsável pelas drásticas reduções no número de mamíferos

Eis um dano ambiental que também só pode ser combatido por meio de políticas públicas amplas. Um estudo da Universidade Radboud (Holanda), publicado na terça-feira 14, mostrou que a caça é a principal responsável pelas drásticas reduções no número de mamíferos — até mesmo em florestas tropicais consideradas quase intactas.

Publicada na revista científica americana PLOS Biology, a pesquisa compilou dados de 160 estudos realizados ao longo de quarenta anos e coletou informações de 300 animais. Os resultados foram assustadores: 47% das florestas tropicais sofreram algum tipo de perda de mamíferos, incluindo a extinção de espécies, de rinocerontes a primatas, num processo chamado defaunação.

A defaunação atinge principalmente as porções central e ocidental da África, a América Central, o noroeste da América do Sul e o sudeste da Ásia. Camarões foi um dos países mais impactados — 50% das espécies de mamíferos sofreram redução de ao menos 70%. A única forma de cessar o extermínio: parar de vez com a caça de animais silvestres.

Publicado em VEJA de 22 de maio de 2019, edição nº 2635

Envie sua mensagem para a seção de cartas de VEJA
Qual a sua opinião sobre o tema desta reportagem? Se deseja ter seu comentário publicado na edição semanal de VEJA, escreva para veja@abril.com.br