Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Microsoft desmonta rede de envio de ‘spam’

A Microsoft anunciou esta terça-feira ter dado um novo golpe nos criminosos cibernéticos, ao desmontar uma rede de envio de ‘spam’ através de computadores infectados por vírus.

Além de desmantelar este ‘botnet’ (conjunto de computadores infectados conectados à internet, chamados ‘bots’, usados para causar danos), de onde se acredita que tenha sido enviado o ‘spam’ e executadas fraudes bem como exploração sexual de menores, a Microsoft processou o proprietário de um domínio na internet usado para o controle das operações.

Dominique Alexander Piatti, residente na República Tcheca, foi notificado da ação esta segunda-feira, segundo a Microsoft.

Identificar os proprietários dos sites usados para controlar os exércitos de computadores infectados com ‘malware’ “ajuda a expor como o crime cibernético é ativado, quando os fornecedores de domínios e outros provedores de infraestrutura cibernética não conhecem seus clientes”, disse a Microsoft.

A rede desmontada, denominada “Kelihos”, supostamente é uma reedição da primeira ‘botnet’ desbaratada pela Microsoft, usando uma combinação de táticas legais e técnicas.

“A desarticulação da Kelihos tem como objetivo dar uma mensagem forte àqueles que estão por trás dos ‘botnets’ de que não é inteligente tentar atualizar seu código e reconstruir um ‘botnet’ depois que o desmantelamos”, informou a Microsoft.

A empresa recorreu a um tribunal federal dos Estados Unidos para obter uma ordem que lhe permitiu cortar as conexões entre um grupo de domínios de propriedade de Piatti e os “computadores zumbi” infectados com vírus.