Clique e assine a partir de 9,90/mês

Onda de frio que fez “nevar” em Minas vai derrubar temperaturas no país

Comum depois de épocas secas, a precipitação do granizo destruiu plantações no sul do estado mineiro

Por Sabrina Brito - Atualizado em 20 ago 2020, 11h31 - Publicado em 19 ago 2020, 15h28

Durante a madrugada e a manhã desta quarta-feira, quatro cidades do sul de Minas Gerais foram tomadas por uma intensa chuva de granizo. As cidades de Andradas, Santa Rita de Caldas, Ibitiúra de Minas e Ipuiúna ficaram salpicadas de branco depois da precipitação, dando a impressão de que havia nevado na região.

Tempestades de granizo costumam ocorrer após períodos mais secos, que causam a chegada de nuvens cheias de raios e gelo.

As chuvas foram bastante rápidas, durando entre 10 e 15 minutos. Ainda assim, o granizo danificou algumas plantações nesses locais, como lavouras de hortaliças, tomate, abobrinha, banana e café, além de safras de uva.

ASSINE VEJA

A encruzilhada econômica de Bolsonaro Na edição da semana: os riscos da estratégia de gastar muito para impulsionar a economia. E mais: pesquisa exclusiva revela que o brasileiro é, sim, racista
Clique e Assine

Agora, cabe às prefeituras limparem as cidades e apoiarem os cidadãos que foram prejudicados pelo incidente. Por enquanto, nenhuma ocorrência foi registrada nos municípios.

A cidade de São Paulo também registrou fortes chuvas e incidência de granizo na madrugada. De acordo com meteorologistas, o frio pode causar geadas, temporais e ainda mais precipitação de gelo em parte do estado paulista ao longo dos próximos dias. Além disso, sexta-feira deve trazer temperaturas baixas recorde na região.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a chuva de granizo foi causada por uma frente fria passando pelo litoral paulista, gerando certa instabilidade no sul de Minas Gerais, em São Paulo e no sul do Rio de Janeiro. A expectativa é de que o frio deve retornar ao sudeste na sexta-feira, com possibilidade de novas chuvas fortes e temperaturas baixas.

De acordo com o Climatempo, uma onda de frio atípica chega ao Brasil a partir de hoje e terá “atuação intensa” até o dia 22. Ela será sentida nos estados do Sul, do Sudeste, do Centro-Oeste, Rondônia, Acre, sul do Amazonas. O vento frio desta enorme massa polar deve ser suavizar o calor até no extremo sul do Pará e do Tocantins. No Rio Grande do Sul, no Paraná e em Santa Catarina, pode nevar nos dias 20 e 21 de agosto. Em São Paulo, a mínima no sábado, 22, será de 9 graus, com máxima de 15 graus.

Continua após a publicidade
Publicidade