Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Fóssil quase completo de mamute é encontrado

Animal de cem mil anos e mais de três metros de altura foi encontrado em um lago russo

Por Sabrina Brito 4 ago 2020, 15h05

Restos de um mamute macho de mais de 10 mil anos de idade foram encontrados no fundo de um lago na Sibéria. A retirada do fóssil, que inclui amostras de pele, tendões e excrementos, levou cerca de cinco dias. Aproximadamente 90% do animal foi recuperado.

De acordo com os cientistas envolvidos na descoberta, a estimativa é de que o mamute, provavelmente um macho, tivesse entre 15 e 20 anos quando morreu. Além disso, sua altura é estipulada em cerca de três metros.

Embora muitas amostras de pele e outros tecidos tenham sido preservadas ao longo do tempo, os ossos do animal estavam fora da ordem anatômica debaixo d’água, o que dificultou a montagem do esqueleto. Um dos achados mais interessantes foi o de resquícios de excremento do mamute, os quais os pesquisadores podem examinar com o intuito de entender a dieta do animal.

Esse tipo de descoberta tem se tornado cada vez mais comum, graças ao aquecimento global. Com o aumento da temperatura na Sibéria e no resto do Ártico, algumas regiões anteriormente congeladas têm sido cada vez mais acessíveis para arqueólogos, revelando animais e plantas verdadeiramente presas no tempo, muito bem preservados.

Continua após a publicidade
Publicidade