Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Eclipse total de 8 de abril movimenta turismo na América do Norte

Com visibilidade muito acima da média, fenômeno estimula criação de pacotes temáticos

Por Valéria França Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 8 Maio 2024, 12h23 - Publicado em 15 mar 2024, 06h00

Quando a ciência ainda não conseguia desvendar o motivo para o sol desaparecer das vistas, no meio do dia, dando lugar à escuridão, as lendas se encarregaram de explicar o que parecia inexplicável. Derivado da palavra grega ekleipsis, que significa abandono, o eclipse costumava ser relacionado a prenúncios de calamidades e desastres. Na Antiga Mesopotâmia, por exemplo, era aviso da morte iminente de monarcas e da vinda do deus da tormenta. Causava pânico na população. Hoje, no entanto, assistir à Lua deslizar entre a Terra e o Sol, bloqueando a passagem da luz, virou atração turística alimentada de fascínio irrefreável pelo fenômeno.

Em 8 de abril, um eclipse total poderá ser visto em quinze estados americanos, três mexicanos e quatro províncias canadenses, em uma faixa de 13 000 quilômetros de comprimento e 185 quilômetros de extensão. É ocorrência rara pelo tamanho de visibilidade. “Vai levar 72 anos para a América do Norte assistir a evento igual a esse”, diz Joaquim Costa, chefe da divisão de clima espacial do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A Nasa prevê público de 40 milhões de pessoas olhando para cima, ressabiadas. Trata-se, portanto, de espetáculo que vai atrair viajantes de olhares curiosos.

SUPERSTIÇÃO - Representação no Antigo Egito: fenômeno era temido
SUPERSTIÇÃO – Representação no Antigo Egito: fenômeno era temido (Science History Images/Alamy/Fotoarena/.)

O setor hoteleiro, especialmente o americano e o mexicano, prepararam uma série de pacotes especiais para a data. Há shows musicais, estadias que incluem palestras e visitas à Nasa, a agência espacial que pôs o ser humano na Lua, além de voos especiais de observação. A Delta Airlines lançou rotas para quem deseja assistir ao evento cósmico de camarote, sentado em uma poltrona confortável com vista quase exclusiva — com direito a um bom espumante. O primeiro roteiro anunciado pela companhia, programado para sair de Dallas, no Texas, e aterrissar em Detroit, no Michigan, esgotou em 24 horas. Foi preciso alocar uma segunda aeronave, um Airbus A220-300, com janelas grandes, que decolará de Austin, no Texas, a caminho de Detroit. As passagens custam, em média, 1 000 dólares.

A oportunidade movimenta o mercado, inclusive no Brasil. A agência de turismo do astronauta Marcos Pontes, ex-ministro bolsonarista, oferece um pacote de cinco dias. O grupo conhecerá a sede da Nasa, em Houston, local onde os astronautas fazem a capacitação profissional. Também está programada uma visita à SpaceX, empresa aeroespacial de Elon Musk. Lá poderão entrar na Starship, espaçonave que, nos sonhos de Musk, pode vir a pousar em Marte, com passageiros, dentro de três a quatro anos. “Escolhemos Austin como base para a hospedagem porque será um dos melhores lugares para assistir ao eclipse”, diz Marcos Palhares, sócio e diretor comercial de Marcos Pontes. O preço estimado da brincadeira: 6 990 dólares (pacote individual). O Texas está no roteiro quente de diversão, por ter excelentes pontos de observação. Por isso, concentra boa demanda de atrações turísticas para a data. Entre elas, o Eclipse Festival, que acontece em uma fazenda, em Burnet. São cinco dias de shows, que se alternam com apresentações científicas. No local, também estão programados eventos de ioga e experiências de “visões do futuro”, que fazem lembrar Woodstock. Nos EUA, há mais dois eventos desse tipo programados: o ShadowFest, em Bloomington, Indiana, e o 2024 Total Eclipse, em Jessieville, em Arkansas, com estrutura de camping e atividades de aventura, como tirolesa.

Continua após a publicidade
EXPECTATIVA - Turismo eclíptico: Nasa prevê 40 milhões de interessados
EXPECTATIVA - Turismo eclíptico: Nasa prevê 40 milhões de interessados (LeoPatrizi/E+/Getty Images)

O assombro no firmamento costuma alimentar as crenças no sobrenatural e funciona ainda como fonte de inspirações românticas. “Pedi minha noiva em casamento, de joelhos, durante um eclipse”, diz o programador Wellington Magalhães, de 35 anos. Ele armou uma surpresa, com a ajuda da agência especializada que levou o casal para assistir ao balé espacial nas dunas de Genipabu, em Natal, no ano passado. Durante o eclipse, houve apenas um problema: o céu nublou um pouco. Eis aí um nó: os turistas devem estar preparados para as surpresas do clima. É conveniente que ninguém observe o fenômeno sem óculos especiais. E para quem não vai viajar, uma dica: a Nasa fará cobertura em tempo real, em seu site, entre 16 e 17 horas de Brasília. Vale lembrar uma frase do popularizador da astronomia Carl Sagan (1934-1996): “Quando você faz uma descoberta — mesmo se você for a última pessoa na Terra a ver a luz — você jamais vai se esquecer.”

Publicado em VEJA de 15 de março de 2024, edição nº 2884

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.