Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Astronauta japonês conversa com um robô a bordo da ISS

O Kirobo foi projetado para se comunicar com humanos e fazer companhia aos tripulantes

O astronauta japonês Koichi Wakata manteve a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês) uma conversa com um robô projetado para fazer companhia aos tripulantes da plataforma.

Imagens transmitidas nesta sexta-feira pela rede de televisão pública japonesa NHK mostraram um fragmento da conversa que Wakata e o robô, batizado de Kirobo, mantiveram no dia 6 de dezembro, enquanto orbitavam ao redor da Terra a bordo da ISS. No fragmento emitido, Wakata pergunta em japonês a Kirobo como chegou à estação, ao que a máquina responde, usando gestos com as mãos e o corpo, que chegou a bordo do veículo de transferência de carga Konotori IV, lançado em agosto deste ano. Em outra parte da conversa, o robô afirma que quer ganhar um foguete de presente de Natal.

Ao invés de siplesmente reproduzir frases pré-programadas, o robô foi programado para processar a pergunta e selecionar as palavras para construir sua resposta. O resultado é uma conversa coerente, ainda que com algumas pausas para esperar a resposta do robô. Kirobo tem 34 centímetros de altura, peso em torno de um quilo e é equipado com uma câmera de reconhecimento facial.

Em declarações publicadas pela NHK, um dos desenvolvedores, Fuminori Kataoka, explicou que a equipe por trás do projeto ficou muito satisfeita com o resultado após quase três anos de trabalho. O projeto foi executado conjuntamente pelo Centro de Pesquisa para Ciências e Tecnologias Avançadas, pela Universidade de Tóquio e pela empresa Robo Garage. Também colaboraram a Agência Aeroespacial japonesa, a Dentsu, maior agência de comunicação do Japão e quinta maior do mundo, que desenvolveu os conteúdos das falas do robô, e a Toyota Motor, maior fabricante de veículos mundial, que trabalhou no sistema de reconhecimento de voz.

Leia mais:

Os robôs vão à guerra

Atores contracenam com robôs em peça de teatro

(Com agência Efe)