Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vândalos destroem terminal e incendeiam ônibus em SP

Um grupo de mascarados incendiou um ônibus, quebrou caixas eletrônicos e lojas e entrou em conflito com a PM; um policial ficou ferido na cabeça

Uma manifestação convocada pelo Movimento Passe Livre (MPL) degenerou em vandalismo na noite desta sexta-feira no centro de São Paulo. O protesto reivindicando “tarifa zero” para o transporte público começou no Teatro Municipal, percorreu ruas do centro até chegar ao Terminal Parque Dom Pedro II, onde mascarados entraram em confronto com a Polícia Militar.

Leia também:

Black Bloc adota o terrorismo digital

Protesto na Barra teve mais black blocs que petroleiros

Os vândalos invadiram o terminal, incendiaram um ônibus e quebraram dezenas de caixas eletrônicos e lojas. As bilheterias do terminal também foram destruídas pelos black blocs e há relatos de furtos durante a ação. O coronel Reynaldo Rossi, comandante da PM, ficou ferido na cabeça.

A Tropa de Choque da PM começou a agir com rigor às 20h25, lançando bombas de gás de efeito moral contra os baderneiros que promoviam quebra-quebra no interior do terminal. Os vândalos atiraram pedras ao avanço da PM. No interior do terminal, plataformas e ao menos 15 caixas eletrônicos foram depredados.

O protesto reuniu cerca de 3.000 pessoas, de acordo com a PM. Este é o quarto protesto promovido pelo MPL nesta semana. Os três anteriores ocorreram na periferia da Zona Sul por melhorias no transporte público da região.

(Com Estadão Conteúdo)