Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Resgate das vítimas da tragédia está próximo do fim

Bombeiros se concentram em local que parece ter sido a sala de aula onde acontecia um treinamento, e esperam concluir o trabalho nesta sexta

Está chegando ao fim o trabalho de resgate das vítimas do desabamento de três prédios no Centro do Rio de Janeiro. Nesta noite, foi encontrado o 15º corpo. Os bombeiros estão concentrados no que parece ser a sala de aula que existia em um dos seis pavimentos pertencentes à Tecnologia Organizacional, que realizava obras em dois deles. Ali, acontecia um treinamento no momento da tragédia, e deve haver outros corpos no mesmo local. O secretário estadual de Defesa Civil, coronel Sérgio Simões, afirmou, na tarde desta sexta-feira, que não acredita que haja sobreviventes.

A expectativa do coronel Luciano Sarmento, do Quartel Central dos Bombeiros, que chefia a operação na tarde desta sexta-feira, é de que até o final do dia todos os corpos tenham sido encontrados.Já foram reviradas 30 mil toneladas de entulho, o que equivale a cerca de 90% da montanha de escombros em que se transformaram os edifícios Liberdade e Colombo e o sobrado de quatro andares que existia entre os dois.

A chuva que caiu durante boa parte do dia contribuiu para acelerar o andamento das buscas. A poeira baixou, os focos de incêndio que persistiam se extinguiram, e os bombeiros puderam trabalhar em melhores condições. Quem circula e trabalha na região também conseguiu respirar melhor nesta sexta-feira – embora os que participam das escavações continuem só conseguindo trabalhar de máscara.

Corpo em aterro – Um erro na remoção de escombros do desabamento no centro da cidade fez com que um dos corpos fosse levado, na madrugada desta sexta-feira, para um aterro sanitário. A informação foi dada pelo secretário estadual de Defesa Civil, Sérgio Simões.

“Nesta madrugada, um corpo em mau estado, dilacerado, foi levado sem que nós percebêssemos. Ele foi levado para o local destinado ao entulho da Comlurb. Os próprios garis repararam que havia um corpo e, pela mão, identificaram como sendo de uma mulher. O corpo não estava queimado”, disse Simões..

O secretário informou que o corpo já foi encaminhado para o Instituto Médico Legal, para identificação. Até as 19h desta sexta-feira, 13 corpos haviam sido retirados dos escombros – contando com o que, equivocadamente, foi parar no aterro.

O entulho retirado da Av. Treze de Maio é levado para um centro de triagem na zona portuária e, de lá, segue para o aterro de Gramacho, na Baixada Fluminense.