Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Professores em greve param o trânsito no centro do Rio

Servidores do município e do Estado fazem manifestações simultâneas e fecham as duas principais vias da região central da cidade

Por Da Redação 20 set 2013, 18h26

Dois protestos simultâneos de professores das redes municipal e estadual do Rio deram um nó no trânsito da cidade. Os educadores do município, que decidiram retomar a greve no início da tarde desta sexta-feira, fecharam o trânsito na Avenida Presidente Vargas, na altura da sede da prefeitura. Já os servidores do estado bloquearam a Avenida Rio Branco. O fechamento das vias já causa reflexos na Avenida Brasil, na Tijuca e nas vias de saída para bairros das Zonas Norte e Oeste. Os que tentam deixar o centro da cidade de Ônibus encontram mais dificuldade. Devido ao congestionamento, os ônibus estão superlotados, o que impossibilita a entrada de novos passageiros.

Prefeitura – Enquanto parte dos profissionais de educação do município protesta na porta do Centro Administrativo São Sebastião, sede da Prefeitura, um grupo de cerca de 40 professores ocupa o 13º andar do prédio. Os grevistas afirmam que não deixarão o andar, onde fica o gabinete de do prefeito Eduardo Paes, até serem recebidos por ele. Eles querem discutir o retorno à greve da categoria, que havia sido suspensa no dia 10 deste mês.

O principal motivo alegado pelos profissionais para a retomada da paralisação seria o descumprimento do acordo, por parte da prefeitura, na elaboração do plano de cargos enviado para a Câmara de Vereadores. Na quinta-feira, Paes afirmou que não tinha mais como negociar com os grevistas.

“Greve por reajuste salarial é legítima e eu aceito. Mas greve para discutir plano de cargos e salários que já está na Câmara de Vereadores é outra coisa. Se fizerem greve só tenho a lamentar, não tenho o que fazer”, disse o prefeito.

Leia também:

Professores em greve protestam em frente à prefeitura do Rio

Professores fecham avenida no Centro do Rio em protesto

Eduardo Paes recorre a aliados para conter greve de professores

Justiça determina fim da greve dos professores estaduais no Rio

Professores em greve ocupam prédio do governo do estado

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)