Clique e assine a partir de 8,90/mês

PF desmonta quadrilha que fraudou a Caixa em R$ 100 mi

Bando tinha ajuda de funcionários do banco para sobrevalorizar contratos imobiliários e aprovar financiamentos sem garantias. Grupo agia em três Estados

Por Da Redação - 17 mar 2015, 09h17

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira a Operação Dolos, com objetivo de desarticular uma quadrilha que fraudava contratos de financiamentos de imóveis em três agências bancárias da Caixa Econômica Federal, causando prejuízo de aproximadamente 100 milhões de reais. O bando agia nos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Foram expedidos 34 mandados de condução coercitiva, 31 de busca e apreensão, além de mandados para o sequestro de vinte veículos e o bloqueio de diversas contas correntes. Também foi determinado o afastamento de dez servidores públicos. Participam da ação 130 policiais federais.

Segundo as investigações, empregados da Caixa Econômica Federal – incluindo gerentes regionais – ajudavam os criminosos facilitando o recebimento de valores de contratos de até um milhão de reais, aceitando documentos falsos e liberando os valores sem as garantias correspondentes. “A maioria dos imóveis estaria localizada na Região dos Lagos, tendo alguns recebido sobrevalorização de 1.000% do valor real de mercado. Foi constatado pelo registro de imóveis que há contratos cujos bens sequer existem”, explica nota da PF. As agências Pio X, Lote XV e Riachuelo também liberavam os financiamentos em um prazo inferior de quatro dias – normalmente, esse processo leva mais de um mês.

Os investigados serão indiciados por oito crimes: associação criminosa, falsificação de selo ou sinais públicos, falsificação de documentos públicos, estelionato, peculato, corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de capitais.

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade