Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PF abrirá inquérito para apurar vazamento no RJ

Por Clarissa Thomé

Rio de Janeiro – A Polícia Federal (PF) abre inquérito amanhã (21) para apurar as causas do vazamento de 10 mil litros de óleo do navio-plataforma da Modec, ocorrido na última sexta-feira na Baía de Ilha Grande, no Rio de Janeiro. Dois peritos e três agentes da Delegacia de Meio Ambiente e Patrimônio Histórico (Delemaph) estiveram hoje na embarcação, para analisar documentos e ouvir técnicos da empresa.

“Queremos esclarecer se a causa do acidente foi falha humana ou mecânica, por fadiga de algum equipamento”, afirmou o delegado Fábio Scliar, chefe da Delemaph. A partir de amanhã, ele vai tomar o depoimento do comandante do navio-plataforma, um indiano, e de outros funcionários da Modec.

Scliar também quer esclarecimentos dos operadores da Hidroclean, empresa contratada pelo Modec para cuidar do acidente ambiental. “Tenho dúvidas se eles utilizaram a melhor técnica. A Hidroclean não fez a coleta do óleo que vazou, mas sim a dispersão. Ou seja, espalhou o óleo no mar”, afirmou. O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) ainda não fixou a multa que a Modec terá de pagar. Os técnicos ainda estão avaliando o impacto ambiental para determinar o valor da sanção.