Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Na Justiça, ONG pede que União reconheça ter contribuído com racismo

Fundação Educafro moveu ação na qual pede também criação de fundo voltado para investimentos a programas de promoção de igualdade racial no país

Por Da Redação 14 Maio 2022, 16h15

Voltada à defesa da população negra no Brasil, a Fundação Educafro entrou com uma ação civil pública contra a União pela contribuição que ela teve em favor do racismo ao longo da história. Um dos principais argumentos usados pela entidade é de que hoje ainda existem falhas na prestação de serviços públicos para a promoção da igualdade racial no país.

A ação foi apresentada nesta sexta-feira, 13, à 5ª Vara Cível Federal de São Paulo. “A presente ação civil pública visa à obtenção de provimento judicial no sentido de compelir a União Federal a promover a devida reparação à população negra que, muito embora seja composta por cidadãos e, consequentemente, intitulada de direitos e garantias fundamentais, segue à margem da sociedade brasileira”, diz um trecho do documento, assinado por Irapuã Santana, um dos advogados da Educafro.

A ação pede que a União reconheça todos os prejuízos causados contra a população negra e também faça um pedido formal de desculpas. Pede também o poder público crie um “Fundo Especial Permanente de Combate ao Racismo e Emancipação da População Negra”. A ideia é que os recursos captados para esse fundo sejam usados exclusivamente para investimento em políticas de promoção de igualdade racial.

No Twitter, Santana explicou o processo de elaboração da ação e disse que ela está fundamentada em três eixos: psicológico, histórico e econômico.

“Apontamos todos os atos estatais desde 1800 até hoje e expusemos o dano e o tamanho do buraco, dentro da perspectiva econômica, social e psicológica. Foi escolhida a data de ontem com o objetivo de refundar o 13 de maio”, escreveu o jurista, em alusão ao dia da abolição da escravatura no Brasil.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês