Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

MST ocupa o Ministério do Desenvolvimento Agrário

Manifestantes, que chegaram na madrugada desta segunda, pedem reunião com presidente Dilma. Funcionários não conseguem entrar no prédio

Por Da Redação 16 abr 2012, 10h13

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupou nesta segunda-feira o prédio do Ministério do Desenvolvimento Agrário, em Brasília, cobrando do governo a aceleração dos projetos de reforma agrária e maior investimento na desapropriação de terras. De acordo com o MST, o protesto reúne 1,5 mil pessoas. O MST pede uma reunião com a presidente Dilma Rousseff. Os funcionários do Ministério estão impedidos de entrar no prédio.

“O governo, após um ano e quatro meses da posse, não iniciou a reforma agrária”, afirmou José Damasceno, da coordenação nacional do movimento, em entrevista à Agência Brasil. Segundo ele, a ocupação teve início às 5h40 e abre a “jornada de luta” na campanha do Abril Vermelho, que ocorre todo o mês de abril, em homenagem aos 21 trabalhadores sem-terra mortos há 16 anos no massacre de Eldorado dos Carajás, no Pará.

Plano – Entre as reivindicações do grupo estão a elaboração de um plano emergencial para o assentamento de mais de 186 000 famílias acampadas e a criação de um programa de desenvolvimento dos assentamentos, com investimentos públicos em habitação rural, educação e saúde, além de crédito agrícola, informa comunicado do MST.

O MST deverá fazer ao longo da semana outras ocupações de terra e de prédios públicos.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade

Publicidade