Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Homem é preso e apontado como líder de facção em SP

Por Da Redação - 6 out 2011, 14h43

Por AE

São Paulo – O gesseiro Wilson Magalhães Filho, de 33 anos, foi preso na noite de ontem, acusado de ser o líder de uma facção criminosa na zona leste de São Paulo. A polícia apura se ele foi o responsável pela morte de um homem no dia 16 de setembro, cujo corpo foi encontrado em um bueiro no Jardim Angelina, em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo.

O suspeito, conhecido como Nino, foi preso em um restaurante na Rua Tibúrcio de Souza, no Itaim Paulista, na zona leste. Ele já cumpriu pena por homicídio e roubo e estava sendo procurado pela Justiça pois também foi condenado por tráfico de drogas. Como disfarce, utilizava carteiras de identidade e habilitação com um nome falso.

Na casa do suspeito foram encontradas diversas cartas de presídios e um exemplar que a polícia classificou como “estatuto da facção”. O texto orienta como se deve agir e os deveres do integrante.

Publicidade