Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Desmatamento em terras Yanomami saltaram 25% em 2022, diz Inpe

Cerca de 950 hectares de floresta foram derrubados por ações de desmatamento desde 2019

Por Diego Gimenes Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO Atualizado em 30 jan 2023, 10h36 - Publicado em 28 jan 2023, 15h34

O desmatamento por garimpo na Terra Indígena Yanomami saltou 25% em 2022 em relação a 2021. Os dados são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). As atividades ilegais que estão por trás crise humanitária e de saúde que atinge o povo local chegaram a 232,7 hectares no ano passado. Desde 2019, quando a área passou a ser monitorada pelo órgão, cerca de 950 hectares da floresta foram derrubados pelo desmatamento. Os yanomamis e outros povos indígenas têm sido diagnosticados com malária, desnutrição e contaminação por mercúrio.

No último dia 20, a ministra da Saúde, Nísia Trindade, declarou emergência médica no território, no estado de Roraima. O ministério dos Direitos Humanos criou um gabinete de crise neste sábado, 28, para acompanhar a situação. Dentre as tarefas do novo gabinete estão a elaboração de um plano de ação para combater as práticas, a produção de dados para subsidiar políticas públicas e também visitas aos territórios em crise.

O ministro dos Direitos Humanos, Silvio Almeida, se reunião com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Rosa Weber, para discutir o tema. “O MDH está atento a isso nessa ação que é do governo brasileiro. Na terça-feira vai uma delegação do MDH a fim de produzir um relatório detalhado sobre a situação dessas áreas e dos indígenas, que possibilitem a tomada de decisões”, afirmou na ocasião. Também devem compor a delegação que parte para Roraima na terça-feira, 31, membros dos ministérios da Defesa e da Saúde.

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.