Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Congresso do PT tem ‘Fora Cunha’

A proposta de rompimento do partido com o PMDB, no entanto, foi rejeitada

As turbulências na aliança com o PMDB elevaram a temperatura do congresso que o PT realiza em Salvador e se encerra neste sábado. O partido analisou uma proposta para incluir na resolução final do encontro o rompimento da aliança com o PMDB, tratado com um partido “sabotador”. O líder do governo na Câmara, José Guimarães (CE), foi à tribuna defender a rejeição da proposta. “É claro que a coalizão presidencial está em crise, mas um momento como esse é o momento de acumular força para em 2018 elegermos Lula presidente do Brasil”, disse ele. O deputado foi interrompido pelo coro de “Fora Cunha” e ouviu algumas vaias. A proposta, entretanto, foi rejeitada – o grupo mais pragmático do PT, ao qual pertencem Guimarães e Lula, tem a maioria dos 756 delegados presentes ao Congresso.O vice-presidente Michel Temer, que coordena a articulação política do governo, não foi citado nominalmente, mas durante as exposições de defesa das emendas houve referências a ele. Petistas reclamaram que nem a articulação política é hoje coordenada pelo partido, o que expõe, na visão deles, a fragilidade da coalizão.

(com agência Estado)