Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Após ameaça de incêndio, Senado muda comando do Prodasen

Por Da Redação 8 fev 2012, 10h01

Por Rosa Costa

Brasília – Assinado pela diretora-geral do Senado, Doris Romariz Peixoto, o Boletim de Administração de Pessoal (BAP) desta quarta-feira encerra o processo de troca de comando do Prodasen – Secretaria Especial de Informática, responsável pela área na Casa. O ato designa o analista legislativo Afranio Fernandes Moreira para o cargo de diretor do Prodasen em substituição a Cláudia Nogueira.

A troca de diretor do Prodasen foi decidida há menos de um mês quando um princípio de incêndio ameaçou destruir arquivos e paralisar o serviço de informatização da Casa. A servidora terceirizada encarregada do trabalho noturno, ao perceber o problema na sala-cofre, onde fica o computador central, tentou ligar para os chefes do Prodasen, mas não conseguiu porque os números indicados para casos de emergência eram de celulares e a maioria dos aparelhos disponibilizados na área administrativa da Casa estava bloqueada para esse tipo de ligação.

O incidente deixou o Senado dois dias sem Internet, inviabilizando a maior parte do trabalho da Agência Senado, no período do recesso legislativo.A pane coincidiu com o depoimento do ministro de Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, no plenário do Senado, dia 12 de janeiro.

Cláudia Nogueira perdeu o cargo, um dos mais cobiçados do Senado, porque estava de licença para capacitação (período de afastamento de três meses para curso). O benefício é legal, previsto em lei, mas, segundo servidores da Casa, não é compatível para quem exerce cargo de comando.

Os técnicos ainda não sabem se o problema foi provocado por um curto-circuito no aparelho de ar-condicionado ou se pela sobrecarga de energia. Para evitar que o problema se repita, a empresa que presta serviço ao Senado providenciou o aluguel de dois geradores.

Continua após a publicidade
Publicidade