Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Uma homenagem criativa aos mestres da bossa nova

O casal Jacques e Paula Morelenbaum releem disco tributo Tom Jobim, num show com participação do violonista Carlos Lyra numa apresentação única em São Paulo

Por Da Redação - 26 dez 2019, 14h47

Lançado em 2001, Casa reuniu os talentos do casal Jacques e Paula Morelenbaum (violoncelo e voz, respectivamente) com o do pianista Ryuichi Sakamoto numa homenagem a Tom Jobim. O álbum foi gravado na casa do compositor, no Rio, e traz versões criativas para clássicos como O Sabiá e Imagina, entre tantas outras belezas. Pois no sábado, dia 28, Jacques e Paula sobem ao palco do Blue Note de São Paulo para recriar o repertório de Casa e relembrar outros sucessos de Jobim. Embora Sakamoto não faça parte da performance (o piano estará a cargo de Eduardo Souza), o casal conta com a participação de Carlos Lyra, outro ícone da bossa nova. O cantor, violonista e compositor carioca deverá interpretar suas parcerias com Vinicius de Morais e Ronaldo Bôscoli, duas outras figuras lendárias desse movimento musical. O repertório de Em Casa Com Tom e Lyra, claro, não estará restrito ao álbum de 2001. Paula e Jacques foram da Banda Nova, último grupo de Jobim e têm feito revisões criativas do autor de Águas de Março. Muitas foram parar em outro disco da dupla, Ommagio a Tom Jobim, gravado em 2014 e lançado três anos depois, que traz Modinha e Brigas Nunca Mais – aqui, em versão instrumental – e Corcovado. Além de Souza, ao piano, o trio recebe a ajuda de Paulo Braga, na bateria, e Lula Galvão, ao violão. Ingressos pelo site https://checkout.tudus.com.br/blue-note-sao-paulo-em-casa-com-tom–e-lyra/selecione-seus-ingressos

Carlos Lyra toca suas parcerias com Ronaldo Bôscoli e Vinicius de Moraes Divulgação/Divulgação
Publicidade