Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Terror ‘Aberrações’ explora atmosfera de paranoia com eficiência

Provando que boas ideias valem mais que grandes orçamentos, longa segue uma menina que foge da proteção exagerada - e bizarra - do pai

Por Isabela Boscov - Atualizado em 17 jul 2020, 14h22 - Publicado em 17 jul 2020, 07h00

O pai (Emile Hirsch) ensina obsessivamente a filha pequena a reproduzir todas as filigranas do comportamento das crianças normais: confere respostas, testa reações, desafia-­­a com situações imprevistas. Chloe (a ótima Lexy Kolker) está cansada desse jogo, mas persiste nele porque o prêmio será ter uma nova mãe, em substituição à mulher de que ela nem se lembra, e viver em algum lugar melhor do que a casa esquálida e permanentemente fechada onde o pai a mantém presa. Um velho sorveteiro (Bruce Dern), entretanto, ganha acesso a Chloe e a atiça com ideias sobre sua verdadeira mãe e os poderes que ela teria herdado. Trabalhando em uma atmosfera de paranoia que progride com excelente controle para um registro fantástico, a jovem dupla de diretores, Zach Lipovsky e Adam B. Stein, comprova que não é preciso um grande orçamento — só de boas ideias, bem desenvolvidas — para fazer um filme inovador no gênero do temor aos mutantes. Disponível no NOW e outras plataformas.

 

Publicidade