Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

‘Eu, a Vó e a Boi’: A intriga do Twitter que conquistou Miguel Falabella

Série da Globoplay é uma adaptação de tuítes de um rapaz, que divertiu a inetrnet ao narrar a briga de décadas entre sua avó e uma vizinha

Por Raquel Carneiro - Atualizado em 11 dez 2019, 16h10 - Publicado em 6 dez 2019, 07h00

Eu, a Vó e a Boi (disponível no Globoplay) As vizinhas Turandot (Arlete Salles) e Yolanda (Vera Holtz) se odeiam há décadas. A tensão é flagrante: a rua em que vivem, num subúrbio do Rio, exibe tons acinzentados, e uma vala de esgoto a céu aberto dá o toque final ao cenário de guerra. Na picuinha, vale tudo: desde matar plantinhas da casa alheia até sequestrar cachorros. A trama tragicômica é familiar para usuários do Twitter. Em 2017, o programador Eduardo Hanzo usou a rede social para contar a intriga de mais de cinquenta anos entre sua avó e a vizinha, a Boi — xingamento substituto do infame “vaca”, que a avó do rapaz considera machista. O embate viralizou e agora é mote da sitcom roteirizada por Miguel Falabella. Nos seis episódios, ele apimenta a versão original com um escrachado duelo entre as atrizes.

Publicidade