Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Em ‘Y: The Last Man’, doença mata todos os homens da Terra – exceto um

Inspirada em HQ homônima, distopia política do Star+ vê repercussões do mundo moderno sem o cromossomo Y

Por Raquel Carneiro Atualizado em 27 set 2021, 14h46 - Publicado em 24 set 2021, 07h00

O cenário de destruição impera ao redor do mundo, com corpos espalhados pelas ruas, entre carros abandonados e aviões caídos. Uma doença matou todos os mamíferos do planeta com o cromossomo Y, ou seja, do sexo masculino — exceto, misteriosamente, um rapaz (Ben Schnetzer) em Nova York. No Pentágono, uma congressista (Diane Lane) é declarada presidente e tenta lidar com a crise que afetou todo o sistema que mantém o mundo moderno funcionando. Outros personagens oferecem pontos de vista distintos, da dona de casa conservadora a um rapaz trans que agora chama a atenção por onde passa. Baseada num gibi cultuado da Vertigo, a série é uma distopia política criativa e envolvente.

Publicidade