Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Em contos, Liudmila Ulítskaia retrata stalinismo com sagacidade

No livro 'Meninas', autora russa mostra o pós-guerra em Moscou pela ótica feminina – sempre periférica e sempre duramente atingida

Por Raquel Carneiro Atualizado em 15 out 2021, 17h44 - Publicado em 15 out 2021, 07h00
LIVRO - MENINAS, de Liudmila Ulítskaia (tradução de Irineu Franco Perpetuo; Editora 34, 168 páginas; 49 reais) -
LIVRO – MENINAS, de Liudmila Ulítskaia (tradução de Irineu Franco Perpetuo; Editora 34, 168 páginas; 49 reais) – //Divulgação

Na União Soviética dos anos 40 e 50, garotas no fim da infância amadurecem sob a propaganda stalinista e alheias aos conflitos da época, como a II Guerra. De um pai que volta traumatizado do front até a desigualdade social que não condiz com a pregação comunista, elas observam a vida em Moscou a partir da periferia da história — mas sentem em cheio seus efeitos colaterais. Aposta constante para o Nobel de Literatura, a autora russa é cirúrgica e sagaz ao tecer os seis contos desta coletânea.

 

 

VEJA RECOMENDA | Conheça a lista dos livros mais vendidos da revista e nossas indicações especiais para você.

Continua após a publicidade

Publicidade