Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

‘A Armadilha’: guerra, repressão, ódio e exílio

Livro de Emmanuel Bove tem trama parecida com a vida do escritor francês

Por Redação 28 jun 2019, 07h00
//Divulgação

(Tradução de Paulo Serber F. de Mello; Mundaréu; 208 páginas, 52 reais) Em 1940, a França assina com a Alemanha nazista o armistício que acerta um cessar-fogo e divide o país em Norte e Sul: um liderado por Hitler, o outro pelos franceses simpatizantes dos alemães. No livro, o jornalista Joseph Bridet finge aderir ao inimigo para fugir do país, enquanto vê crescer a onda de repressão e ódio que marcaria o conflito. Trama parecida viveu o autor: o francês Emmanuel Bove exilou-se na Argélia, onde escreveu seus três últimos romances, entre eles A Armadilha. Voltou, doente, para Paris, onde morreu, em 1945.

Publicidade