Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
VEJA Gente Por Coluna Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas. Editado por João Batista Jr.

Sem alarde, Versace e Ralph Lauren deixam o Brasil

Grifes fecharam as butiques que tinham em São Paulo

Por João Batista Jr. - Atualizado em 6 fev 2019, 11h04 - Publicado em 18 jan 2019, 07h00

Sem alarde, o mercado de luxo nacional sofreu duas importantes baixas. As marcas Versace e Ralph Lauren fecharam suas butiques em São Paulo no fim de dezembro, alegando altos tributos e crise econômica. Trata-se de um baque no mercado brasileiro. A Versace atuava no país havia mais de vinte anos. Vislumbrando crescimento econômico, a estilista Donatella Versace decidiu operar por conta própria sua loja paulistana no início de 2017, tirando-a das mãos da franqueada. Foi uma jogada errada, que agora resultou na saída do país. A marca de cosméticos Kiehl’s também deixará o Brasil até março. Importante: a Polo Ralph Lauren, a marca mais acessível do grupo Ralph Lauren, continua por aqui.

Após a publicação desta nota, a JHSF, empresa que trouxe a Ralph Lauren ao Brasil, disse tratar-se de algo passageiro:

“A JHSF vai inaugurar nos próximos meses uma department store high end no Shopping Cidade Jardim. A nova loja será instalada onde hoje funciona a Ralph Lauren, que manterá suas operações no novo espaço e segue como marca exclusiva da JHSF no País.”

 

Publicidade
O estilista Ralph Lauren

O estilista Ralph Lauren Peter Michael Dills/Getty Images

Publicado em VEJA de 23 de janeiro de 2019, edição nº 2618

Publicidade