Clique e assine com até 92% de desconto
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

“Tirei um peso”, afirma Maisie Williams, após ‘Game of Thrones’

A atriz inglesa de 23 anos fala a VEJA sobre o recém-lançado filme 'Os Novos Mutantes', em cartaz no país

Por Mariane Morisawa, de Los Angeles Atualizado em 30 out 2020, 09h58 - Publicado em 30 out 2020, 06h00

A atriz inglesa Maisie Williams, de 23 anos, fala a VEJA sobre a vida após Game of Thrones e do recém-lançado filme Os Novos Mutantes, em cartaz no país.

Nesse longa da Marvel, sua per­sonagem tem problemas que vão além dos superpoderes. Qual é o trauma de Rahne? Ela luta com sua religião e sexualidade. Rahne é católica, então ela sente culpa não só por ser mutante, mas também gay. Ela sai lutando, contudo, e isso é o importante.

Você cresceu na frente das câmeras. Há vida além de GoT? Certamente. Eu adorava ser a Arya, mas fiquei presa a seu visual. Tenho tentado viver a vida mais livremente. Antes, estava para baixo, triste. Agora, sinto que sou mais fiel a mim mesma. Foi como tirar um peso.

O que você fez quando terminou a série? Pintei meu cabelo de rosa. Foi tão bom ser eu mesma. Saí de férias. Nunca passei férias na praia na minha vida. De repente estava suando nas Ilhas Seychelles. Foi muito relaxante.

Você esteve no Brasil no fim de 2019. Aproveitou? Cruzei com a Alice (Braga), e ela me levou a uma festa. Também fui a ótimos restaurantes em São Paulo. A comida era a melhor parte.

Publicado em VEJA de 4 de novembro de 2020, edição nº 2711

Continua após a publicidade
Publicidade